Cia de Talentos

Cia de Talentos na Imprensa

Filtre por: ImprensaArtigos Videos Vídeos Áudio Áudios

Profissões do futuro: tendências apontam escolhas

Velocidade de mudanças da sociedade define um novo mercado de trabalho para os jovens que agora estão escolhendo os cursos que irão frequentar e a atividade que pretendem exercer. As profissões devem ser mais complexas, colaborativas e especializadas.

O mercado de trabalho caminha na mesma velocidade e com as mesmas demandas que a sociedade e a economia. Diversas profissões que estarão em evidência nos próximos anos estão baseadas em tendências econômicas e sociais projetadas por especialistas com base em uma visão de aspectos que devem prevalecer no futuro. A coordenadora de cursos da unidade de Osasco da Universidade Anhanguera,Valdessara Bertolino, entende que o modelo de carreira estável e linear está com os dias contados. As profissões estão se tornando mais complexas, colaborativas e especializadas. “O profissional, independentemente da área de atuação, está se deparando com um mundo de trabalho globalizado, integrado e competitivo.

Hoje, além dos conhecimentos técnicos específicos de cada profissão, é necessário um trabalho de desenvolvimento de capacidades e talentos”, afirma. Sustentabilidade, inovação, aumento da expectativa de vida da população, preocupação com a qualidade de vida, internacionalização e busca de produtividade são as principais tendências que estão afetando o Brasil atualmente, gerando muitas oportunidades e necessidades. “O país inchou e agora precisa crescer com qualidade”, ressalta o coordenador do Programa de Estudos do Futuro (Profuturo) da Fundação Instituto de Administração (FIA), James Terence Coulter Wright.

Na escolha da profissão, as pessoas devem pensar em uma tríade: mercado de trabalho e oportunidades (conhecer o que o mercado precisa e o que ele oferece), competências e possibilidades (características e competências pessoais), e objetivos de vida e sonhos ambições para o futuro), recomenda a gerente da Cia de Talentos, Halina Matos.”Antes de sair pesquisando as carreiras mais promissoras, é preciso saber o que se tem de habilidades e interesses, para não cair em modismos”, ressalta.

 

Veja a matéria completa com muitas outras dicas aqui

 

 

Fonte: Folha de S. Paulo